Como Iniciar o estudo da Bíblia

Estudar a Bíblia é uma jornada fascinante que envolve tanto a compreensão dos ensinamentos religiosos quanto uma apreciação do contexto histórico em que os textos foram escritos. Aqui está um guia básico para o estudo bíblico, incluindo referências e informações do campo histórico:

1 – Escolha uma tradução

Existem diversas traduções da Bíblia disponíveis, cada uma com sua característica e abordagem linguísticas. Algumas traduções populares em português incluem a Almeida Revista e corrigida (ARC), Almeida Revista e Atualizada (ARA) e Nova Tradução na linguagem de Hoje (NTLH). Escolha uma tradução que seja acessível e compreensível para você.

2 -Estabeleça um plano de estudo

Defina um plano de estudo Bíblico que se adapte ao seu tempo e necessidade. Você pode começar lendo um livro especifico, como os evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João), ou seguir um plano de leitura que abrange toda a Bíblia em um período especifico.

3 – Contexto Histórico

Ao estudar a Bíblia, é fundamental entender o contexto historio em que os livros foram escritos. A Bíblia é uma coleção de textos antigos, escrito ao longo de vários séculos, e cada livro reflete o contexto cultural, politico e religioso só seu tempo. Consultar recursos que fornecem informações do contexto histórico, como enciclopédias bíblicas, comentários e livros de história antiga, pode enriquecer seu estudo.

4 – Estudar o Antigo testamento

O Antigo Testamento é composto por livros escritos antes do nascimento de Jesus Cristo. Para estudar o antigo Testamento, é útil entender os principais eventos históricos, como a história de Israel, a escravidão do Egito, A conquista de Canaã, a época dos Reis e o exílio babilônico. Recursos como a “História de Israel no Antigo Testamento” de Eugene Merrill e “História de Israel e dos Povos Vizinhos de John Brigth pode ser úteis.

5 -Estudo do Novo Testamento

O Novo Testamento contém os ensinamentos de Jesus Cristo e a história da igreja primitiva. Para estudá-lo, é importante familiarizar-se com o contexto histórico do primeiro século, incluindo a ocupação romana da região da Judeia, as diferentes seitas religiosas judaicas (como os fariseus e saduceus) e a disseminação do cristianismo no Império Romano. “O Mundo do Novo Testamento” de Joel B. Green e “O Contexto Social do Novo Testamento” de Bruce J. Malina e John J. Pilch são livros recomendados.

6 – Recursos adicionais

Além da leitura direta da Bíblia, você pode usar recursos adicionais para aprofundar seu estudo. Isso inclui comentários bíblicos, dicionários bíblicos, atlas bíblicos e materiais acadêmicos. Alguns comentários renomados são “Comentário Bíblico Moody” e “Comentário Bíblico Beacon”. Para um dicionário bíblico, você pode usar o “Dicionário Bíblico Wycliffe”. “O Mundo do Antigo Testamento” de John Walton e “História do Pensamento Cristão” de Justo L. González são outras opções recomendadas.

7 – Ore e reflita

Lembre-se de que o estudo da Bíblia não é apenas um exercício acadêmico, mas também espiritual. À medida que você lê e estuda, reserve um tempo para orar e refletir sobre o significado dos textos em sua vida pessoal.

Lembre-se de que o estudo da Bíblia é um processo contínuo e que diferentes abordagens podem funcionar melhor para pessoas diferentes. Este guia básico pode ajudá-lo a começar, mas esteja aberto para explorar e descobrir recursos adicionais que atendam às suas necessidades e interesses.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima