Naaman era um poderoso general da Arábia, mas sofria de lepra, uma doença grave e contagiosa que afetava a pele, os nervos e os ossos. Apesar de sua posição de autoridade e riqueza, ele não podia curar a si mesmo de sua doença.

Certa vez, uma escrava da casa de sua mulher lhe contou sobre um profeta em Samaria que poderia curá-lo. Naaman foi a Samaria e se encontrou com o profeta Eliseu. Em vez de tocá-lo ou lhe dar uma poção mágica, Eliseu lhe deu instruções estranhas: lavar-se sete vezes no Rio Jordão.

Naaman ficou irritado com as instruções e quase não as seguiu. Ele achava que Eliseu deveria fazer algo mais espetacular para mostrar sua autoridade e curá-lo. Ele até considerou voltar para casa e procurar outro meio de cura. No entanto, alguns de seus servos convenceram-no a tentar o método proposto pelo profeta. Eles disseram: “Se o profeta tivesse lhe pedido algo difícil, não o teria feito? Então por que não tentar o que ele pediu, que é lavar-se e ficar limpo?”

Invista em sua vida Espiritual

Finalmente, Naaman decidiu tentar e, para sua surpresa, foi curado completamente. Sua pele ficou limpa e saudável, e ele foi libertado da lepra. Ele ficou tão agradecido que ofereceu um presente valioso a Eliseu e prometeu seguir a Deus.

Essa história é um exemplo de como Deus pode trabalhar de maneiras inesperadas e usar pessoas inesperadas para realizar Seu propósito. Às vezes, precisamos ter fé e estar dispostos a passar pelo incômodo de seguir as instruções de Deus, mesmo que elas não façam sentido para nós no momento. Se fizermos isso, podemos experimentar a cura e a benção de Deus em nossas vidas, assim como Naaman. Além disso, essa história nos lembra da importância de estarmos dispostos a ajudar os outros, independentemente de sua posição ou status. A escrava que compartilhou a notícia da cura com Naaman foi usada por Deus de uma maneira importante e significativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima